bu_integracao_1

Bilhetagem eletrônica: fundamental na intermodalidade de transportes

Por: Celso Campello Neto

   Nos últimos anos, a prefeitura da capital paulista vem apostando no transporte público, principalmente na intermodalidade de transportes. Ou seja: na integração entre diversos sistemas, como ônibus, metrô, trem, bicicleta e deslocamentos a pé. Para o sucesso desse plano, tem como um de seus principais trunfos o Bilhete Único.

   Com o cartão de transportes, é possível que o usuário faça quantas viagens necessitar num período de três horas, pagando apenas uma tarifa. O bilhete também permite a integração com o metrô e os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), ambos administrados pelo governo do estado, com um desconto: o usuário paga os R$ 3,00 da tarifa de ônibus, mais R$ 1,65. Se fizesse a troca sem o cartão, o usuário pagaria o valor integral de ambas as passagens, fazendo com que a viagem custasse R$ 6,00.

   Além do mais, a nova tecnologia trouxe mais segurança aos passageiros e às companhias, uma vez que substituiu os bilhetes de papel, colaborando para a redução de assaltos aos ônibus na Grande São Paulo. A bilhetagem eletrônica foi ainda decisiva para pôr fim ao mercado paralelo de venda clandestina de bilhetes, que eram comprados com deságio no mercado negro, e para gerar indicadores capazes de mensurar o fluxo de passageiros nas linhas em determinados horários, permitindo melhores níveis de serviços e atendimento aos usuários, principalmente em horários de pico e regiões mais afastadas dos centros.

   Portanto, graças à bilhetagem eletrônica, as mais modernas visões de sistemas de transporte podem ser implementadas de forma eficiente, tornando-se capaz de colaborar para que mais e mais pessoas deixem o carro em casa e optem pelo transporte público, elemento fundamental para reduzir os congestionamentos cada vez maiores nas grandes cidades.

_______________________________________

2014-07-23-14.12Celso Campello Neto é professor da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), especialista em Gestão de Projetos e Inteligência de Mercado e diretor-executivo da Benefício Certo, empresa brasileira de gestão de benefícios aos trabalhadores.

Deixe um comentario

Hey, então você decidiu deixar um comentário! Isso é ótimo. Basta preencher os campos necessários e clique em enviar. Note que o seu comentário terá de ser revisto antes da sua publicação - medida para evitar spam.