bilheteunico

Impactos sociais da utilização do cartão de transportes no RJ

   Os benefícios sociais da implementação do sistema de bilhetagem eletrônica no Rio de Janeiro vão muito além da comodidade e segurança dos usuários. Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Bilhete Único intermunicipal, implementado no estado em 2010, tem impacto direto no índice de empregabilidade ao reduzir os gastos do empregador com o transporte de funcionários.

   A secretária de Transportes do estado, Tatiana Carius, diz que “o benefício ampliou as oportunidades de trabalho no Grande Rio, em função da desoneração das empresas com passagens de funcionários em até 25%”. Segundo ela, a economia por pessoa chega a R$ 490 ao mês.

   Outra mudança resultante da implementação do sistema é o fato de que os empregadores deixaram de selecionar seus funcionários a partir do local onde moram, assegurando um equilíbrio na distribuição de empregos entre moradores de diversas regiões.

   Segundo o Governo do Estado do Rio de Janeiro, desde fevereiro de 2010, o Bilhete Único já foi utilizado em mais de 1,7 bilhão de viagens, gerando economia de R$ 1,9 bilhão à população. Mais de 3,5 milhões de usuários foram beneficiados.

__________________________________________________________________________________

2014-07-23-14.12

Celso Campello Neto é professor da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), especialista em Gestão de Projetos e Inteligência de Mercado e diretor-executivo da Benefício Certo, empresa brasileira de gestão de benefícios aos trabalhadores.

Deixe um comentario

Hey, então você decidiu deixar um comentário! Isso é ótimo. Basta preencher os campos necessários e clique em enviar. Note que o seu comentário terá de ser revisto antes da sua publicação - medida para evitar spam.