4 dicas de finanças para quem está iniciando no mundo empresarial

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Deixar o conforto de um emprego fixo, uma carreira planejada ou um concurso público para empreender é um ato desafiador, mas nem sempre é tão simples quanto parece. No começo, muitos empreendedores são verdadeiros “faz-tudo” do próprio negócio e, quando se deparam com a área financeira, as coisas se complicam um pouco.

Separei 4 dicas de finanças para empresas que estão começando. Confira:

1. Crie uma conta corrente separada para sua empresa

Não é ilegal conduzir negócios exclusivamente com as finanças pessoais, mas, a longo prazo, isso pode prejudicar seriamente a situação financeira da empresa, especialmente se você tiver mais de um sócio.

Neste caso, certifique-se de ter o total controle de contas bancárias da empresa e utilize um cartão de crédito corporativo. Isso vai ajudar você e seus sócios a separar as despesas do negócio de forma simples e direta.

2. Conheça todos os custos

Você passou horas planejando como vai abrir seu negócio, como vai atender seus clientes melhor que qualquer empresa já atendeu, não é? Então utilize esse mesmo tempo que levou no planejamento para levantar todos os custos de abrir e manter uma empresa, pelos próximos 12 meses.

Peça ajuda a amigos mais experientes ou procure todas as informações sobre notas fiscais, direitos trabalhistas, impostos, fornecedores e até mesmo material de escritório. Isso irá ajudá-lo a identificar as despesas do negócio a médio e longo prazo, te deixando mais seguro.

3. Tenha um conselheiro financeiro

O empresário que não vem da área contábil ou administrativa encontra diariamente muitas dúvidas sobre as finanças de sua empresa, mas devido ao medo dos custos, só procura ajuda quando já é tarde demais.

Não espere a receita fiscal bater na sua porta para ter um bom profissional como seu contador para organizar seu plano de contas e te dar as coordenadas corretas para o sucesso. Acredite, você precisará dele.

4. Falta ou sobra de caixa não significa necessariamente lucro ou prejuízo

O pensamento de que pouco estoque é resultado de muitas vendas é equivocado, pois ao analisar o Fluxo de Caixa de uma empresa fica evidente que o lucro depende de alguns fatores, como o total de entradas e saídas de seu capital.

Utilize um sistema online para registrar, planejar e acompanhar todos os gastos da sua empresa em qualquer lugar e a qualquer momento.

Celso Campello Neto

Professor universitário e CEO da
Benefício Certo

Lorem ipsum dr?

Vamos tomar um café e conversar mais, que tal?

LEIA TAMbém

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no skype
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email