5 dicas para empresas durante a pandemia

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Mais de 100 países buscam preparar ou gerenciar os impactos da pandemia, muitas empresas estão cumprindo ativamente com suas responsabilidades com os profissionais e a sociedade. Como protagonista do ambiente econômico e de negócios, as organizações têm como responsabilidade básica o comportamento empresarial adequado e o cuidado com os funcionários. Diante da atual pandemia global, nós acreditamos que quanto maior a urgência, maior a necessidade de estabelecer e seguir regras que desafiam a reflexão e a resiliência. 

 

O desenvolvimento contínuo do novo coronavírus levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a defini-lo como uma pandemia. Portanto, atualmente, as empresas podem enfrentar uma série de riscos estratégicos e operacionais, como atrasos ou interrupções no fornecimento de matérias-primas, mudanças na demanda dos clientes, aumento de custos, deficiências logísticas que levam a atrasos na entrega, problemas de saúde e segurança dos funcionários e escassez de mão de obra e desafios com a importação e exportação de produtos.

 

Com base em análises e gerenciamento, recomendamos a implementação das cinco seguintes ações para lidar com as incertezas futuras:

1. Estabelecer equipes de tomada de decisões de emergência.

A empresa deve estabelecer imediatamente uma equipe de tomada de decisão para emergências temporárias, como uma “equipe de resposta a emergências” ou “comitê de gerenciamento de grandes emergências”, para definir as metas a serem alcançadas e desenvolver planos de emergência. Garantir que as decisões podem ser tomadas o mais rápido possível em diferentes situações.

Quanto aos membros do comitê, a empresa deve avaliar seus próprios profissionais e apresentar novos profissionais quando necessário para adequar seus negócios às características regionais.

2. Avaliar os riscos e esclarecer mecanismos de resposta a emergências, planos e divisão de trabalho.

Muitas empresas desenvolveram “planos de emergência” ou “planos de sustentabilidade empresarial”, que geralmente são implementados imediatamente no caso de uma emergência grave. Caso a empresa não possua tal plano, deve realizar imediatamente uma avaliação abrangente de todos os riscos, incluindo questões relacionadas a funcionários, terceiros, governos, outras partes interessadas externas e toda a sua cadeia logística. De acordo com a avaliação de risco, a empresa deve responder a questões relacionadas a espaço de escritório, planejamento de produção, compras, abastecimento e logística, segurança de funcionários e capital financeiro, e responder ao planejamento de emergência e divisão de trabalho.

3. Estabelecer um mecanismo positivo de comunicação de informações para funcionários, clientes e fornecedores, e criar documentos de comunicação padronizados.

É importante estabilizar a cadeia logística de abastecimento e dar segurança aos colaboradores e parceiros externos, bem como fortalecer a gestão das informações e serviços dos clientes para evitar opiniões negativas por negligência ou inconsistência; Ao mesmo tempo, o sistema de informações existente da empresa deve ser usado para coletar, transmitir e analisar informações sobre a pandemia e emitir alertas de risco imediatamente.

4. Manter o bem-estar físico e mental dos funcionários e analisar a natureza de diferentes negócios e trabalhos para assegurar a adequada retomada desses trabalhos

De acordo com uma pesquisa feita pela Deloitte para resposta à pandemia, 82% das empresas acreditam que “condições de trabalho flexíveis” são essenciais para os profissionais. Aconselhamos que a empresa estabeleça um mecanismo flexível, como férias e trabalho com parâmetros não presencial e remoto em um determinado período de tempo, com o apoio de tecnologia; Além disso, a empresa pode estabelecer um sistema de monitoramento da saúde dos funcionários e manter a confidencialidade de suas informações de saúde.

A empresa deve garantir a segurança do ambiente de trabalho, limpando e desinfetando rigorosamente o local, de acordo com os requisitos de gestão das autoridades de saúde pública nacionais e regionais, durante a alta incidência de doenças infecciosas. As empresas devem fortalecer a educação sobre a segurança durante a pandemia, formular diretrizes de proteção pessoal para os funcionários com base em fatos e aumentar a conscientização sobre segurança e prevenção de riscos.

5. Prática de responsabilidade social e gerenciamento de partes interessadas e incorporação de estratégias de desenvolvimento sustentável às tomadas de decisão

A empresa deve seguir o planejamento e os planos de ação unificada do governo local. A divulgação adequada de informações da empresa pode melhorar a imagem da empresa. A abordagem mais importante é ser capaz de cumprir as responsabilidades sociais corporativas nos setores ambiental, social, econômico e de estabilidade dos funcionários, e coordenar relacionamentos com comunidades e fornecedores. É necessário avaliar o possível impacto e duração da pandemia, ajustar o plano e comunicar as medidas propostas e os resultados das avaliações aos acionistas ou ao conselho.

Gostou do nosso artigo? Continue acompanhando nosso blog para ler mais sobre assuntos relacionados ao mercado de trabalho, RH, e muito mais!

Lorem ipsum dr?

Vamos tomar um café e conversar mais, que tal?

LEIA TAMbém

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no skype
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email