Como oferecer benefícios em pequenas e médias empresas?

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Há muitas vantagens em oferecer benefícios aos colaboradores e engana-se quem acredita que essa deve ser uma prática apenas de grandes companhias. Pequenas e médias empresas (PMEs) também podem e devem adotar essas estratégias em seus negócios. 

Entretanto, quando se trata de PMEs, é comum que ocorra o pensamento do que oferecer e em que momento, afinal, o que cabe no orçamento da empresa e o que deixará os colaboradores mais contentes? 

Existe uma série de fatores para se pensar, como número de colaboradores, capital disponível, satisfação dos funcionários, entre outras questões. 

Pensando nisso, reunimos neste artigo algumas dicas importantes que irão ajudar o pequeno e médio empreendedor a oferecer benefícios aos funcionários. 

O que considerar na hora de oferecer os benefícios aos colaboradores?

Embora seja claro que os benefícios ajudam a melhorar a satisfação e produtividade dos colaboradores, é necessário levar em consideração algumas questões que irão ajudar a definir o que ofertar para os trabalhadores da empresa.

Cultura organizacional

Qual é a cultura organizacional existente no seu negócio? Afinal, isso não é algo presente apenas em grandes corporações. Quando se trata de pequenas e médias empresas é comum que não haja um modelo muito bem definido. 

Porém, não ter uma cultura organizacional clara pode ser um problema, uma vez que é esse fator que determina o DNA da companhia, representando os valores, as prioridades e crenças internas. 

E os benefícios ajudam a formar essa identidade, por exemplo, startups são empresas mais disruptivas, abertas a inovação, então é comum encontrar benefícios nesses lugares que casem com essa ideia. Possibilidade de home-office, no dress code, vale-cultura, entre outras vantagens que demonstrem a cultura organizacional. 

Número de funcionários

Para dar esse passo estratégico na empresa, é necessário saber a quantidade de colaboradores que a companhia possui. No geral, quantos mais funcionários, maior a necessidade de ter um grupo de benefícios. 

Vale-alimentação, vale-refeição, assistência médica, plano odontológico são muito bem-vindos e importantes para os trabalhadores.  

Orçamento

Os benefícios geram um custo adicional para empresa que deve ser considerado no fluxo de caixa. Desse modo, é fundamental saber a saúde financeira do negócio para ter certeza que é possível oferecer bem-estar sem comprometer o orçamento. 

Por isso é muito importante ter certeza da quantidade de colaboradores contratados, porque é esse número que irá definir a aquisição dos benefícios. 

Satisfação dos colaboradores

Nada adianta oferecer uma infinidade de benefícios se não é possível entender o nível de satisfação dos funcionários. 

Trabalhadores satisfeitos produzem mais e tendem a vestir a camisa da empresa. O quanto os seus funcionários estão felizes? É necessário algum benefício para incentivá-los? No geral, a reposta é sim! 

Mesmo que o rendimento seja dos melhores, agradá-los e mantê-los motivados traz bons resultados.   

Quais os benefícios mais comuns?

Definir quais os benefícios ofertar para os colaboradores é um desafio, porque cada profissional possui necessidades diferentes e porque o público interno não tem o mesmo perfil em todas as empresas, cada uma tem suas singularidades. 

Mas os mais oferecidos são: 

Faça uma pesquisa interna para saber os que os colaboradores valorizam e entender o que eles gostariam de ter como benefício. Mas não se esqueça de levar em consideração todos os pontos que abordamos aqui, pois eles são fundamentais para qualquer empresa ou RH que deseja oferecer benefícios. 

Agora que já sabe por onde começar, entre em contato conosco para entender como podemos ajudar nesse passo tão importante para a sua empresa e colaboradores. A Benefício Certo pode contribuir com a aquisição e gestão de benefícios como Vale-Refeição, Vale-Alimentação, Vale-Combustível, Vale-Cultura e também o Vale-Transporte

Lorem ipsum dr?

Vamos tomar um café e conversar mais, que tal?

LEIA TAMbém

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no skype
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email