Como os benefícios podem motivar os colaboradores?

O dia a dia do RH de uma empresa é sempre muito corrido, pois é um departamento encarregado de várias funções, como administrar, desenvolver e dar apoio ao colaborador. 

Entre todas essas funções, tem uma que é extremamente importante, porque ela ajuda a garantir mais produtividade e a engajar mais o trabalhador com a marca da empresa. Trata-se de ações que prezam por mais qualidade de vida no trabalho, gerando motivação entres os colaboradores. 

Como motivar os funcionários com os benefícios? 

É certo que existem muitas atividades que podem ser desenvolvidas dentro da empresa que podem ajudar nessa tarefa e os benefícios são uma ótima ferramenta para isso. 

No entanto, engana-se quem acredita que a oferta de vale-refeição e convênio médico, por exemplo, são suficientes. 

Claro que esses benefícios são interessantes e muito bem-vindos pelos funcionários, contudo, existe um conceito que os profissionais de RH já conhecem e devem levá-lo em consideração: a pirâmide de Maslow. 

Também conhecida como Teoria das Necessidades Humanas, ela foi desenvolvida pelo psicólogo Abraham Maslow, e define hierarquicamente as diferentes necessidades que o ser humano tem. 

Esse conceito é muito usado pelos profissionais de marketing, para estudar o comportamento e jornada do consumidor. 

Entretanto, é importante que o RH a leve em consideração para definir de forma estratégica os benefícios que serão oferecidos aos colaboradores.

Princípios básicos das necessidades humanas 

O ser humano possui diversas necessidades, certo? E algumas são mais urgentes que outras.  A pirâmide de Maslow define isso. 

Explicamos cada uma a seguir! 

Necessidades fisiológicas 

A base da pirâmide é composta pelas necessidades mais urgentes e parte de um ponto de vista biológico: necessidade de se alimentar, de beber água, de descansar, etc. 

No trabalho essas necessidades também precisam ser respeitadas. E de que forma a empresa pode trabalhar isso? A organização pode oferecer, por exemplo, vale-refeição, vale-alimentação, horários flexíveis, pequenos intervalos entre a jornada de trabalho, um ambiente que proporcione conforto físico, etc. 

Necessidade de segurança 

Na ordem da pirâmide, a próxima necessidade que precisa ser atendida é a de segurança. E o profissional também precisa se sentir seguro no trabalho, correto? 

No caso, pode ser segurança de empregabilidade, sendo assim, um lugar que ofereça estabilidade para que ele possa traçar projetos profissionais ou pessoais. 

Segurança física também entra nessa categoria, então um plano de saúde, seguro de vida e boas condições de trabalho causam essa sensação de conforto ao trabalhador. 

Necessidades sociais 

Em terceiro lugar na pirâmide fica a necessidade de ter relacionamentos sociais, de pertencer a um grupo. 

Algo importante que a empresa pode trabalhar é a inclusão de novos colaboradores, integração de departamentos, destacar a importância de ter equipes que se ajudam, de ter superiores receptivos. 

Como exemplo, é muito comum que as empresas reúnam todos os colaboradores – dependendo do porte pode-se fazer reuniões por equipes – para celebrar os aniversariantes do mês. Essa é uma maneira de promover o contato social para além dos assuntos de trabalho. 

Necessidade de estima 

Essa está relacionada ao autorreconhecimento e reconhecimento dos outros, ou seja, o ser humano deve sentir-se valorizado. 

Dentro de uma empresa isso pode acontecer por meio de metas atingidas, bons feedbacks e promoções. 

O profissional precisa se sentir útil dentro da empresa, que faz parte dos resultados e que ele possui um papel importante dentro da organização. Todos esses pontos fazem com que a autoestima seja elevada e que o profissional seja notado pelos outros. 

Necessidade de crescimento 

Essa necessidade fica no topo da pirâmide, sendo assim, é a última e está ligada com a necessidade de estima. 

Para o colaborador, ser desafiado também é interessante. Sendo assim, é importante assumir riscos e novos projetos, pois isso significa buscar mais crescimento profissional. 

Entenda o que motiva o seu colaborador 

Entender o que os colaboradores querem é importante para definir estratégias de motivação. Contudo, é necessário considerar que para atingir o topo da pirâmide em satisfação, é necessário atender as necessidades básicas. 

Claro que todo profissional quer crescer na carreira, no entanto, se ele não possui o básico, que é um ambiente seguro, alimentação de qualidade, convênio médico para cuidar da saúde, salário competitivo, entre outros fatores que ele considera importante, o colaborador irá buscar atender primeiro essas urgências, para só depois ir atrás de uma promoção, por exemplo. 

E não satisfazer essas necessidades faz com que ele fique desanimado e não veja um propósito para trabalhar, nessas situações, é comum buscar outras oportunidades que ofereça melhores condições. 

Mais qualidade de vida no trabalho 

O colaborador deve ser motivado de diversas formas e nem sempre os funcionários possuem as mesmas necessidades. Um trabalhador pode se sentir motivado com um aumento de salário, já outro pode querer que a empresa possibilitasse horário flexível.  

Então, essa não é uma tarefa fácil para o RH, uma vez que a empresa possui perfis diferentes de colaboradores. Obviamente, quando a companhia não oferece, por exemplo, vale-refeição, lembrando que não é um benefício obrigatório – é natural que de um modo geral os funcionários sintam falta. 

Deste modo, é importante que o RH comece a pensar quais benefícios são mais básicos e que podem ser ofertados de modo que atenda melhor as necessidades, mas é essencial buscar melhorar sempre as propostas. 

Profissionais motivados e satisfeitos produzem mais, e, consequentemente, trazem melhores resultados, além de vestirem a camisa da empresa. 

Gostou do artigo? Fique de olho no blog da Benefício Certo para ler mais sobre dicas de gestão! 

 

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *