Lucratividade e rentabilidade: quais são as diferenças?

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Lucratividade e rentabilidade são dois indicadores-chave de desempenho que você precisa dominar para entender a situação financeira de sua empresa. Muitos empreendedores pensam que os dois são sinônimos, mas existem diferenças importantes que ao serem elucidadas alteram completamente a visão das pessoas sobre finanças. Quando esses dois conceitos se misturam, a compreensão dos resultados do negócio fica mascarada (sejam eles bons ou ruins, dependendo da situação) e a eficiência do gerenciamento será reduzida. Para não correr esse risco, é melhor entender a diferença entre lucratividade e rentabilidade de uma vez por todas.

O que é lucratividade?

A lucratividade é um indicador que mostra quanto uma empresa realmente ganha em relação a toda a receita recebida (ou seja, sua margem de lucro líquido). Tecnicamente falando, é a relação entre o valor do lucro líquido e o valor das vendas, ou seja, o percentual e a relação entre a receita da empresa e a receita de vendas.

Esses conceitos são fáceis de entender: quando uma empresa vende um produto ou serviço, o preço cobrado não é totalmente aproveitado para o negócio, pois existem custos em termos de mão de obra, estrutura, fabricação de compra, impostos, etc. Portanto, o lucro líquido é o valor realmente deixado para os sócios e acionistas após a dedução de todas as despesas impostos e demais custos do negócio.

O que é rentabilidade?

A rentabilidade é um indicador ligado a um investimento inicial e em quanto de retorno ele é capaz de proporcionar para o negócio. Nesse caso, podemos mensurar o quanto a empresa rendeu a partir do investimento inicial realizado para abrir o negócio, ou qualquer outro tipo de investimento em ativos e projetos.

O cálculo pode ser aplicado ao lucro líquido total e à soma de investimentos de um período ou a investimentos pontuais, para medir o quanto o negócio é rentável para os sócios e acionistas. Além disso, a lucratividade também pode ser usada para avaliar se o investimento é valioso para a organização. No mercado financeiro, esse indicador é utilizado como critério para a compra de ações, pois os investidores estão sempre em busca das empresas mais rentáveis ​​em seus portfólios.

A rentabilidade também pode ser calculada com base no resultado do caixa da empresa no fim do ano, em comparação com os investimentos realizados no mesmo período — ou investimento inicial, caso seja um empreendimento novo.

Diferenças entre lucratividade e rentabilidade

Usando essas definições, você deve ter notado algumas diferenças importantes entre lucratividade e rentabilidade. Para começar, a lucratividade compara o lucro final da empresa com o faturamento das vendas, enquanto a rentabilidade compara o lucro final com os investimentos realizados. Ambos têm como base de comparação o lucro líquido, mas apontam para análises distintas do desempenho financeiro.

Além disso, a lucratividade também depende de custos, preços e relacionamento com os concorrentes, que determinam se a receita de vendas é suficiente para cobrir todos os custos e ainda gerar lucros no saldo final.

Já a rentabilidade depende da capacidade do negócio de gerar retorno a partir dos recursos investidos. Embora os dois indicadores estejam intimamente relacionados, é possível ter uma boa lucratividade e baixa rentabilidade e vice-versa.

Confundir esses conceitos pode ainda fazer com que seu negócio aparente problemas que não possui ou que apresente resultados nada reais. Não adianta um negócio lucrar muito se os investimentos foram imensos, por exemplo, da mesma forma que não é ideal ter uma ótima lucratividade se a receita não foi tão grande. A avaliação correta dessas duas variáveis fornece informações mais precisas sobre o negócio, permitindo uma melhor tomada de decisão.

Celso Campello Neto

Professor universitário e CEO da
Benefício Certo

Lorem ipsum dr?

Vamos tomar um café e conversar mais, que tal?

LEIA TAMbém

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no skype
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email