O vale-transporte pode ser pago em dinheiro?

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Muitas dúvidas existem acerca do vale-transporte e uma das mais comuns é sobre como o benefício deve ser pago.

Afinal, o vale-transporte pode ser pago em dinheiro ao colaborador?

Bom, para saber o que a CLT determina a respeito, continue a leitura!

Em dinheiro ou no cartão? 

Primeiro é importante saber que o vale-transporte deve ser pago antecipadamente ao trabalhador para que ele possa fazer, em segurança, o trajeto de casa até o trabalho e vice-versa. 

O pagamento, no entanto, não pode ser feito em pecúnia (dinheiro). E ele não possui natureza salarial, dessa forma, não faz parte da base de cálculo do FGTS, INSS ou IRF. 

O empregador não pode substituir o VT em antecipação em dinheiro ou em qualquer outra forma de pagamento, exceto em casos de falta no estoque da empresa que fornece o benefício. 

Fornecimento em dinheiro em caso específico

Como dizem, para toda regra há uma exceção. E, no caso do vale transporte não é diferente. 

É permitido conceder o VT em dinheiro, de acordo com a lei, quando se trata de empregador doméstico. E mesmo que o pagamento seja feito em pecúnia, ele ainda não possui natureza salarial. 

Se o funcionário pagar por conta própria o valor referente ao transporte, o empregador deve ressarci-lo na folha de pagamento devidamente. 

Como tudo que diz respeito ao vale-transporte gera muitas dúvidas, nós fizemos o artigo “Vale-transporte: tudo o que você precisa saber sobre o benefício”, para te ajudar a entender melhor. 

Acompanhe o blog da Benefício Certo para ler os nossos próximos artigos! 

Lorem ipsum dr?

Vamos tomar um café e conversar mais, que tal?

LEIA TAMbém

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no skype
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email