PAT: O que é o Programa de Alimentação do Trabalhador?

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Fazer uma boa gestão de pessoas não é uma tarefa fácil, porque é necessário alinhar os interesses da empresa e dos colaboradores de forma contínua. 

Contudo, algumas atividades vão um pouco além do que se refere aos interesses profissionais, ou seja, a empresa não deve trabalhar apenas o desenvolvimento da mesma ou de seus colaboradores, mas deve pensar também em iniciativas que ajudem a manter o bem-estar de todos que fazem parte da corporação. 

Isso é importante, pois, o progresso do trabalho só acontece com colaboradores saudáveis. 

E para que isso aconteça na prática, existem algumas iniciativas que ajudam a garantir a qualidade de vida dos colaboradores, como o PAT, Programa de Alimentação do Trabalhador, criado pela Lei 6.321 que faculta às empresas a dedução das despesas com a alimentação dos trabalhadores em até 4% do Imposto de Renda. 

Qual o objetivo do PAT? 

Em um outro texto aqui no nosso blog, nós explicamos as vantagens do PAT e sua importância para empresa e colaborador. Contudo, aqui vamos dissertar mais sobre o verdadeiro objetivo desse programa. 

O PAT foi criado em 1976 a partir de uma iniciativa do Ministério do Trabalho e Emprego com o objetivo de melhorar as condições nutricionais de trabalhadores baixa renda – considerados parte de grupo àqueles que ganham até cinco salários mínimos mensais. 

Esse passo foi importante, porque após algumas pesquisas foi constatado que doenças crônicas não transmissíveis atingiam, especialmente, os profissionais pertencentes a esse grupo. 

Desse modo, o PAT busca garantir uma melhor alimentação aos trabalhadores, buscando prevenir doenças causadas no ambiente de trabalho e melhorando a qualidade de vida de todos. 

Benefícios para a empresa 

 

Certamente, oferecer melhores condições alimentares aos trabalhadores é vantajoso para todos, e há várias maneiras de fazer isso: seja oferecendo um vale-refeição, cesta básica, refeitório no local de trabalho ou refeições por cozinha terceirizada. 

Entretanto, o programa também visa promover responsabilidade social e o fortalecimento do desenvolvimento do país, criando condições favoráveis para o desempenho do trabalho. 

Mas não é uma obrigatoriedade para as empresas aderirem ao PAT, contudo, vale pensar a respeito, pois além de motivar os colaboradores, há também a isenção de encargos sociais, como o FGTS e INSS, além de claro, deduzir as despesas em até 4% do IR. 

Agora que você já entendeu o objetivo do PAT, por que não aderir ao programa?

No texto PAT: conheça as vantagens e importância, mostramos os principais benefícios, como fazer parte dessa iniciativa. 

Faça parte do PAT e conte com a Benefício Certo para oferecer melhores condições alimentares aos seus colaboradores com o vale-refeição. 

Lorem ipsum dr?

Vamos tomar um café e conversar mais, que tal?

LEIA TAMbém

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no skype
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email